terça-feira, 1 de junho de 2010

Ser* (1 ano depois)





9 comentários:

  1. Salve, Né!
    Parabéns pelo primeiro aniversário do blogue [*].
    Saudações extensivas à Tribo Zen e aos outros membros da tripulação (com especial referência à mais assídua navegante: XII).
    E (pros)siga a dança estelar por muitos e bons anos-luz, aqui & alhur!
    ___________
    [*] http://febrafebril.blogspot.com/2010/06/holoteta-nave-de-ne-ladeiras-em-orbita.html

    ResponderEliminar
  2. ONDE TE METESTE HÉLDER? ONDE???? Estava morta de preocupação :(
    Bj* Luz e Amor

    ResponderEliminar
  3. Né, muito obrigado pelo carinho.
    O Inverno rigoroso — em todos os sentidos — culminou em exaustão.
    A tua música (desde a minha adolescência) e o firmamento de Holoteta (desde há um ano) têm-me ajudado a atravessar estes incomensuráveis desertos.
    Hoje, fico com "Argila de Luz"...
    Beijos & bailado de estrelas*****:)

    ResponderEliminar
  4. Celebrar o Ser -1 ano depois- com o Ashes and Snow,maravilhoso...O Todo nas partes....belo demais para que encontre palavras...
    Obrigada Holoteta
    Por seres
    Quem és *

    Feather to fire
    fire to blood
    blood to bone
    bone to marrow
    marrow to ashes
    ashes to snow

    The whales do not sing because they have an answer.
    They sing because they have a song.
    What matters, is not
    what is written on the page,
    what matters, is
    what is written in the heart.

    So burn the letters
    And lay their ashes on the snow
    At the river's edge
    When spring comes and the snow melts


    Return to the banks of the river
    And reread my letters with your eyes closed
    Let the words and the images
    wash over your body like waves
    Reread the letters,
    with your hand cupped over your ear
    Listen to the songs of Eden
    Page, after page, after page
    Fly the bird path
    Fly
    Fly
    Fly
    ...

    ResponderEliminar
  5. Olá Hélder! :) Sabia que voltavas!!!(mas confesso que estava preocupadita que tivesse acabado o combustivel da Cápsula lá para os lados de onde vens!!)
    O Inverno já passou.A Primavera está aí,o Verão não tarda a chegar! Beijinho espacial

    ResponderEliminar
  6. Salve, XII! Obrigado:) Boa noite. Beijos. Bons sonhos, Holoteta.
    Né Ladeiras e Gregory Colbert zelam pela (nossa) casa do Mundo.
    **********************************************
    I shall keep singing!
    Birds will pass me
    On their way to Yellower Climes —
    Each — with a Robin’s expectation —
    I — with my Redbreast —
    And my Rhymes —

    Late — when I take my place in summer —
    But — I shall bring a fuller tune —
    Vespers — are sweeter than Matins — Signor —
    Morning — only the seed of Noon —
    EMILY DICKINSON

    Continuarei a cantar!
    Aves passarão por mim
    No seu caminho para Mais Amarelos Climas —
    Cada uma — com a esperança de um Tordo —
    Eu — com o meu Peito Encarnado —
    E as minhas Rimas —

    Tarde — ao tomar o meu lugar no Verão —
    Apenas — eu trarei uma mais completa melodia —
    As Vésperas — são mais doces do que as Matinas — Signor —
    A Manhã — apenas a semente do Meio-Dia —

    [Tradução de Cecília Rego Pinheiro, in ESTA É A MINHA CARTA AO MUNDO E OUTROS POEMAS (edição bilingue), Lisboa: Assírio & Alvim, Junho de 1997, pp. 54-55.]

    ResponderEliminar
  7. FEATHERS

    FEATHERS OF LOST RIVERS
    SLOWLY BEING SOULS
    WITHIN HEARTS OF FEVERS
    SIMPLY WITH NO GOALS;
    RESTLESS WORDS OF DEATH
    FOOLISHLY BURNING IN HELLS
    WITH NO SONGS OF BREATH
    EARNING VIOLENT CELLS
    DEEP IN THE SILENT FIRES
    WHERE WAVES OF FLESH
    FEED THEIR LOST DESIRES
    WITH CHOIRS OF DEADLY TRASH.

    FEATHERS OF SILVER SPOON
    WHERE I EAT MY DOOM
    HIDDEN IN MY BLACK ROOM
    WHERE LIPS OF NO SPELLS
    WHIRL AROUND THE BELLS
    THAT CHIME NO FUTURE
    AND BLIND THE BLAME ON US
    BODIES WITH NO NATURE
    RIVER WITH NO BLOODY FUSS
    IN THE FEATHERS OF THE NIGHT
    THROUGH THE CINDERS OF THE LIGHT
    LIGHT OF BIRDS
    BIRDS OF LIGHT
    FLY...
    FLY...
    FLY...
    Jorge Manuel Brasil Mesquita
    Escrito na Cinemateca, em 04/06/2010
    Postado na Holoteta, em 05/04/2010

    ResponderEliminar
  8. Olá, Né.
    Boa nova (para quem possa ir): Peter Murphy em Évora, a 30 de Julho.
    Bons sonhos, Holoteta.
    (Para encerrar a minha madrugada: "Marlene Dietrich’s Favourite Poem".)

    ResponderEliminar
  9. Uma boa nova como as que têm sido deixadas aqui, na sala das tertúlias e desde que regressaram da viagem pelas estrelas. 30 de Julho, 19 dias depois de Murphy se celebrar. Acho uma ideia óptima para continuar a festa, em Évora!

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day