segunda-feira, 16 de maio de 2011

Colo



Não me digam nada.

Quero ficar onde estou sem ter de carregar o fardo permanente que me cansa até à exaustão.

Só quero o abrigo do teu colo.

2 comentários:

  1. "mas esse tempo que há-de vir
    não se espera como a noite espera o dia
    nasce da força de braços e pernas em harmonia
    já basta tanta desgraça
    que a gente tem no peito a cair
    não é do povo nem da raça
    mas do modo como vês o porvir

    que atrás dos tempos vêm tempos
    e outros tempos hão-de vir "

    Mimo *

    ResponderEliminar
  2. To Everything (Turn, Turn, Turn)
    There is a season (Turn, Turn, Turn)
    And a time to every purpose, under Heaven (...)

    Bj*

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day