quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Essência




Essência by NéLadeiras
Miguel Esteves Cardoso/Né Ladeiras

Um fumo verde nos teus olhos vai
Sumo e sede de musgo deles sai
Se se evolar
Se estiolar
Hei-de guardar
A essência do olhar
Nos meus

Um lume branco nos teus olhos arde
Ciúme de fogo que arranco já tarde
Se esmorecer
Se se apagar
Hei-de reter
A essência do olhar
Nos meus

Olhos tardios
Cedo nos teus
Olhos vazios
Cheios dos meus


Para o Hélder António que descobriu a essência há muito perdida.

2 comentários:

  1. Obrigado, Né.
    Boa noite.
    Sonhos omnicolores (essenciais ao ser).

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Hélder, tripulante desta nave que nunca mais aterra :)
    Bj* no coração

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day