quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Prazos

 
 
 Não podemos, num momento, abraçar as coisas,
parti-las e atirá-las ao chão.
Passam rápidas as horas,
com os sonhos debaixo do manto.
A vida, infindável para o trabalho
e para o fastio,
dá-nos apenas um dia para o amor.
 
 
 Rabindranath Tagore in As coisas transitórias

Sem comentários:

Enviar um comentário

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day