terça-feira, 9 de junho de 2009

Danças

 Em resposta à pergunta engraçadíssima do Paulo Pedro Gonçalves (colocada no meu primeiro encontro com os elementos da banda, à mesa do Califa) fui participar 2 meses depois (11/06/82 ) na gravação do Máxi-Single Amor. No lado A acompanhava o Rui Pregal da Cunha em uníssono até à 2ª voz "trocam doçuras/trocam delícias". Na versão nocturna (B) ficou a minha voz a solar até ao refrão. Eles tinham uma energia contagiante e uma atitude que me cativou desde o princípio. Vi-os diversas vezes em concerto e testemunho que a aura deixada era flamejante. Da introversão de Alhur veio a resposta tão espontânea quanto a pergunta do Pedro Paulo Gonçalves: “Tens alguma coisa contra a música de dança?”
“Ó aaaaaaaaaaamor não me mataste o desejo” o refrão mais ouvido e dançado no Verão de 82.

*
Música: (obviamente) Amor - Heróis do Mar

2 comentários:

  1. Pelo Amor não passaram 27 anos,são 27 sim dentro dos 82!
    (Nunca mais vou sentir esta música da mesma forma,acredita.)

    ResponderEliminar
  2. (...)
    E por vezes sorrimos ou choramos
    E por vezes por vezes ah por vezes
    num segundo se envolam tantos anos.
    David Mourão-Ferreira

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day