quarta-feira, 17 de junho de 2009

No espelho



Ohhhhhhhhhh - sussurrou Alice - e agora o que faço das minhas fantasias? O que vai ser da minha existência reflectida???? Vou fumar o meu cachimbo de água para pensar numa solução. Também os Reis e Pensadores assim tertuliavam enquanto a multidão se consumia...



Espero que a Lagarta se lembre que o meu dedo fura-bolos nem sempre é firme.

Talvez escorregue pelas orelhas do Coelho e lhe coloque uns brincos, talvez corte a palavra à incoerência da Duquesa e lhe pregue a afonia, talvez ofereça umas asas à Lebre para nunca ser mordida por caçadores, talvez me sente à mesa de chá nas Vicentinas, e convide o Rei a mudar para Chapeleiro e o Chapeleiro para Relógio. Talvez aponte para o nariz da Rainha e lhe retire a chiclet pegajosa que encravou a agulha do gira-discos.

Com toda a certeza o Gato vai para o meu colo porque é Risonho. E enquanto isso vejo uma enorme Borboleta!

*
Música: She Blinded Me With Science - Thomas Dolby

1 comentário:

  1. Sem abrandar o voo passa por mim e pisca-me o olho...estilhaça o espelho.
    Recolhe as asas cúmplices e senta-se ao lado do meu colo Risonho,em silêncio a olhar outra direcção.
    Retribuo o silêncio e sigo-lhe o olhar...

    *

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day