quarta-feira, 8 de julho de 2009

As minhas olheiras

De manhã


À noite

2 comentários:

  1. As pós almoço também devem ser lindas devem!!!.. :))

    ResponderEliminar
  2. DANÇA OBSCURA


    Há um anúncio de medo
    No alcatrão do enredo
    Mas a noite é secreta
    No poema do profeta
    Quando ao sabor da salsa
    Se esquece da cor da valsa

    Vivemos em sons do mundo
    Mas nunca vamos ao fundo
    Desta fome que nos some
    Regemos redes globais
    P´ra lermos nos seus vitrais
    As dores das nossas cores

    Há um outdoor de elegância
    Na estrada da jactância
    Mas o bit da concertina
    Compõe a rede da sina
    Quando a dança a navega
    E não vê quem a sonega

    Vivemos num belo mundo…

    Há um espectro de tule
    No lento vapor do bule
    Mas na boca da criatura
    Soa o canto da loucura
    Quando no baile do riso
    Se fura o dente do siso

    Vivemos num belo mundo…


    Jorge Mesquita

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day