quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Aroma de chocolate

Rasga-me durante a noite a insónia enrolada, a falta da palavra e do repouso celebrado num abraço. Os sonhos abrem e fecham janelas, empurram vidas que se limitam suspensas. Esquecer é desabitar a beleza que foi dita, as palavras a arder, a metade da cama despenteada, as baleias da ilha. O teu nome é fera e cilício, licor e espuma, é esta caixa com aroma de chocolate. E eu, semidestroçado no labirinto farpado e nocturno, aguardo pela celebração de espinhos e astros como um saltimbanco a boiar no fundo do mar.

Mark Ryden - Weeping

15 comentários:

  1. «Os sonhos abrem e fecham janelas»
    «Dreams made flesh» (Dead Can Dance) [*]
    ______________________________________________

    [*] http://www.youtube.com/watch?v=FafAtr-xyM0
    ______________________________________________

    Boa noite e bons sonhos, Né, Tribo Zen, XII & all Holoteta.

    ResponderEliminar
  2. (Não te substimes,Maria.
    Já te falei acerca disto...Desculpa,mas não consigo deixar de evitar de pensar da forma que penso.Não sempre que leio o que acabo de sentir.Beijo *)

    ResponderEliminar
  3. Que bom Hélder!!!! Dead Can Dance dá sempre uma boa noite de sonhos.

    XIIzinho aquela estória não é minha! :)

    ResponderEliminar
  4. Ooooohh e eu iludida!!
    Mas mantenho tudo o que disse. ;)

    ResponderEliminar
  5. A verdade é que estou mesmo lixada!!!!!

    ResponderEliminar
  6. A prosinha é da minha lavra! A estória que conto é que não é minha ;)

    ResponderEliminar
  7. Aaaaahh!...Então não estava iludida.
    Não me referi à estória,sempre me referi à prosa...

    ResponderEliminar
  8. Pronto,já me passou a "lixadice"! :)

    ResponderEliminar
  9. :) Mereces.
    Por uma questão(das questões),de justiça.*

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day