sábado, 20 de fevereiro de 2010

Porque prefiro os lobos

7 comentários:

  1. Lobos, tous court, ou lobos das estepes...?

    Cumprimentos,
    JR

    ResponderEliminar
  2. Canis lupus albus - Norte da Rússia
    Canis lupus arabs - lobo-árabe
    Canis lupus arctos – norte do Canadá, Alasca e Groenlândia
    Canis lupus baileyi - Reintroduzido no Arizona
    Canis lupus communis - Rússia Central
    Canis lupus dingo - dingo (Austrália)
    Canis lupus familiaris - cão doméstico
    Canis lupus hattai - (norte do Japão) - Extinto
    Canis lupus hodophilax - lobo-de-honshu (sul do Japão) - Extinto
    Canis lupus italicus - Apeninos italianos
    Canis lupus lupaster - Norte do Egipto e Noroeste da Líbia
    Canis lupus lupus - Da China, Mongólia, Rússia e Europa oriental até à Alemanha, Espanha e Portugal
    Canis lupus lycaon - Sudeste do Canadá
    Canis lupus nubilus - Canadá e Nordeste dos Estados Unidos da América
    Canis lupus occidentalis - Canadá ocidental, Alasca - Reintroduzido no Noroeste dos EUA
    Canis lupus pallipes - Desde a Índia até ao Médio Oriente
    Canis lupus signatus - lobo-ibérico
    (o Antunes também!)
    ;)

    ResponderEliminar
  3. Ups, já cá não está quem falou! Mas que gostei muito do Lobo das Estepes, lá isso gostei!
    JR

    ResponderEliminar
  4. lolol nada de ups! Fui buscar esta informação à wikipédia porque não podia esquecer nenhum (incluindo os extintos). Quem não gostou de ler o lobo das estepes?
    :)*

    ResponderEliminar
  5. :) Mágicos.Maravilhosos os Canis Lupus.
    O Antunes e o Herman Hesse também!
    E o Prokofiev!!

    Certo rei decidiu domesticar um lobo e transformá-lo em um cão dócil.O seu desejo baseava-se na ignorância e na ânsia de que os outros aprovassem e admirassem a sua atitude, o que é causa frequente de muitos problemas neste mundo. Fez com que tirassem de uma loba um dos seus filhotes recém-nascidos, e que fosse criado entre cães domésticos.

    Quando o filhote de lobo cresceu, foi levado diante do rei e durante vários dias comportou-se exactamente como um cão.

    As pessoas que viam esse facto assombroso ficavam maravilhadas e pensavam que o rei era extraordinário.

    Agindo de acordo com essa crença, fizeram do rei seu conselheiro em todas as coisas e lhe atribuíam grandes poderes. O próprio rei acreditou que o que acontecera era quase um milagre. Um dia, quando estava a caçar, o rei ouviu uma matilha de lobos que se aproximava. Quando os animais chegaram perto, o lobo doméstico deu um salto, mostrou as presas e correu para lhes dar as boas vindas.

    Em poucos segundos desapareceu, de volta aos seus companheiros naturais.


    Esta é a origem do provérbio: "Um filhote de lobo será sempre lobo, ainda que criado entre os filhos do homem".

    Durante milhares de anos, as pessoas acreditaram que se podia mudar os homens impondo-lhes padrões por meio de hábitos e exortações, convencidas de que isto produziria neles uma diferença ou uma mudança verdadeira. No entanto, quando certos factos ocorrem, o "lobismo" reafirma-se. As únicas pessoas nas quais isto não acontecerá são aquelas que são tão débeis que podem ser treinadas e aquelas nas quais uma mudança fundamental se realizou.

    in "O Sufismo no Ocidente"
    Edições Dervish 1988

    ResponderEliminar
  6. Aplausos na sala de leitura! Maravilhoso o que nos trouxeste. Obrigada XIIzinho :)

    ResponderEliminar
  7. ;) E tudo isto,porque preferes os Lobos.
    Beijo *

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day