sexta-feira, 18 de junho de 2010

Este é o meu fim e o teu



O pássaro da alma voará
E deixará o corpo desabitado
A relva crescerá sobre o túmulo,
E talvez desabroche uma flor.


Abdullah Ansari
Poeta persa nascido em Herat, no século XI

2 comentários:

  1. Temos que aceitar (doendo) que o Pássaro
    cumpre-se livre...Pássaro de saudade e ternura... Flor que não esquece. *

    ResponderEliminar
  2. Quase sempre livre... por isso mesmo inesquecivel. Quanto à flor... tão agarrada à terra, tão frágil.

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day