quinta-feira, 5 de julho de 2012

A Irmandade do Capote



Reacções à proposta do Bloco de Esquerda e Verdes para limitar a exibição de touradas na televisão:


"O espectáculo tauromáquico faz parte da cultura portuguesa e da história,sendo mesmo considerada uma arte. Existem 120 empresários ligados à tourada e as 110 ganadarias existentes empregam 350 pessoas... As corridas de touros são motor de muitas economias locais".
Odete Silva - PSD



"Inaceitável que os proponentes não tenham sequer referido de que se trata de um espectáculo milenar, fenómeno cultural e da identidade colectiva do País. Não deve o Estado arbitrar conflitos de valores e de preferências culturais, alterando o equilíbrio da legislação em vigor".
Sérgio Pinto- PS




“É uma tentativa gratuita e grotesca de educação do gosto e censura cultural.
60% da população segue as touradas na televisão. A última corrida emitida na RTP teve mais espectadores que os votantes do BE" 
Margarida Neto CDS-PP



“Entendemos não ser acertado limitar ou proibir por via legal as touradas no nosso país”
Paulo Sá- PCP

3 comentários:

  1. Gostaria de corrigir o post acerca da minha intervenção. Não disse que 60% da população via touradas.

    Margarida Netto

    ResponderEliminar
  2. Olá Maggie

    Gostaria que corrigisse, então, o que os jornais deturparam da sua intervenção.

    Obrigada

    ResponderEliminar
  3. Temos que evoluir, ferir animais não deve ser uma diversão ou esporte. Por outro lado o homem evoluiu por uma simples vantajem sobre os outros animais, enquanto nestes sobressai a lei do mais forte na hora da procriação, no ser humano sempre prevaleceu a procriação dos que eliminavam os mais agressivos.
    A luta contra a "agressivade" do touro, é um remanescente evolucionário que ainda persiste.

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day