segunda-feira, 1 de julho de 2013

9 semanas depois

Sinto-me cansada.

Sinto-me sem esperança.

Sinto-me regredir na dor.

Sinto-me sem nada. 





11 comentários:

  1. "Sem nada", NÃO!
    A Né tem pessoas que gostam de si, e que se preocupam consigo! Mais que não seja os "desconhecidos" que respeitam e gostam de si, pela sua música, pela sua força!

    ResponderEliminar
  2. O NADA não existe! É apenas um estado espírito!!! Admito, de muita dificuldade em superar! Mas bastam coisas tão simples da vida, para que esse sentimento deixe de toldar as nossas existências! Um gesto, um olhar, um cheiro, tudo que tenha a ver com a natureza, podem ser caminhos perfeitos nos quais podemos validar a beleza da vida! E vale a pena, muito a pena!!!

    ResponderEliminar
  3. "O nada" não existe! E tu Né, és um ser único! Tu EXISTES, Né! Não deixes de acreditar em ti! Nunca é tarde para agarrar a vida, basta deixares a porta aberta. Não tenhas receio: quem te ama verdadeiramente permanece! Passei e deixei um Xi-coração para ti, com carinho. Ah e levei um pote de doce de abóbora com nozes ... para te fazer sorrir!

    ResponderEliminar
  4. Né, há muito tempo que não dizes nada. Espero que estejas bem.
    Bj.

    ResponderEliminar
  5. Começo a ficar preocupada com o seu silêncio Né! Desejo-lhe tudo de bom para si! bj

    ResponderEliminar
  6. Né vai dar concerto a 1 de Novembro próximo!!!!

    Fonte - http://www.rederegional.com/index.php/style/6479-ne-ladeiras-da-concerto-solidario-a-favor-da-aspa.html

    ResponderEliminar
  7. Bom dia MGomes,

    Obrigada pela sua atenção e de ter vindo a esta sala tão vazia espalhar a notícia.
    Não tenho aqui vindo por tantas coisas... mas penso retomar aos poucos as minhas prosinhas e estórias.

    Este concerto tinha de o fazer. A ASPA, onde faço voluntariado, foi muito importante nestes últimos tempos pelo apoio que me deu, numa das alturas mais difíceis da minha vida.
    Precisava de retribuir!
    Os nossos animais são tratados com muito amor, cuidados e dedicação, mas faltam medicamentos, por exemplo, ou outros meios para que se fortaleçam e vivam cheios de saúde.
    Quando chegam a nós vêm num estado deplorável (famintos, feridos, maltratados) e para a sua recuperação total são precisos esses meios.

    Um abraço reconhecido

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Boa noite Né Ladeiras! É bom saber de si!

    Muito Bom saber da sua participação num espétaculo musical a realizar no próximo dia 01 de Out a favor da ASPA.

    Que o palco onde vai decorrer a sua actuação, se ilumine de vida como você tanto merece!!!

    Todos os que consigo partilhamos das suas músicas, desejamos que assim seja!


    Boa Noite! Um Abraço para si!

    ResponderEliminar
  10. Ola viva, gostaria de saber como contacta-la para um projecto musical.
    Pode-me enviar um email para theveed@gmail.com
    Ficarei a aguardar.

    Um abraco. David Valentim

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day