quinta-feira, 8 de abril de 2010

A fuga

 


Dafne - Nicoletta Ceccoli

O caçador persegue vestígios como Apolo perseguia Dafne. De tanto querer descobrir amarra uma voz provisória na chacina. Desconhece o que não vê do outro lado.
Que mais se pode inventar?
A fuga possível.

4 comentários:

  1. De um lado o loureiro,
    do outro o cordão de prata.
    O que é divide os lados? A voz provisória?
    E se não existirem lados na descoberta?
    A fuga não se inventa.Reinventa-se.(não é.)

    ResponderEliminar
  2. FUGA GERA O ESCAPE; O ESCAPE GERA A POLUIÇÃO; A POLUIÇÃO GERA UM ENTUPIMENTO GERAL; O INTUPIMENTO GERAL É A DESCOBERTA DO QUE NÃO SE INVENTA; QUEM INVENTA, REINVENTA - É UM LADO; QUEM NÃO INVENTA, NÃO PENSA - É O OUTRO LADO; O LOUREIRO PAPAGUEIA OU TEMPERA? SÃO DOIS LADOS; O CORDÃO DE PRATA SERÁ PRISÃO - O CORDÃO OU SERÁ A CONDIÇÃO DA LIBERDADE? - A PRATA. eSTÁ TUDO INVENTADO E MAIS DO QUE REIVENTADO, MENOS A CRIAÇÃO.

    nINGUÉM (JORGE mANUEL bRASIL mESQUITA) - 14h36 - BIBLIOTECA NACIONAL

    ResponderEliminar
  3. Eu já bebia era um cházinho-de-Apolo!!! :))

    ResponderEliminar

Dentro da nave

Astronomy Picture of the Day